Menu principal
 

Informações do curso

ÁREA DE CONCENTRAÇÃO

Desenvolvimento de Processos e Tecnologias Ambientais: O PPGTA é um curso abrangente e possui a preocupação da construção, otimização e utilização de métodos e técnicas que sejam aplicados a realidade local e regional. As técnicas a serem otimizadas, desenvolvidas e aplicadas permeiam processos químicos, biológicos, físicos, de engenharia agrícola e aquícola, agropecuários em geral, visando a produção de alimentos de forma mais sustentável, a conservação e uso adequado dos recursos naturais, o tratamento e reciclagem de resíduos, assim como a agregação de valor aos subprodutos diversos das etapas produtivas. Ambas as linhas de pesquisa convergem para a conservação, proteção e uso responsável da natureza e seus recursos.


LINHAS DE PESQUISA

Desenvolvimento Rural Sustentável: Esta linha busca desenvolver soluções ambientalmente adequadas e socialmente justas para produção de alimentos com base na eficiência da agricultura familiar, pesca artesanal, maricultura, focando na segurança alimentar e manutenção das populações locais. Procura ainda estratégias de manejo e conservação de recursos naturais, para compreender os processos relacionados à degradação ambiental e ao estabelecimento de estratégias de manejo associados ao desenvolvimento socioeconômico do território. Esta linha objetiva a conservação, recuperação e promoção da sustentabilidade ambiental rural.

Desenvolvimento de Processos e Tecnologias Ambientais: Esta linha visa contribuir com pesquisas científicas e de desenvolvimento tecnológico, novos processos que permitam otimizar, aprimorar, monitorar e valorizar resíduos industriais, agrícolas, sistemas de tratamentos de efluentes, emissões e resíduos. Todos estes com vistas a redução/reciclagem de rejeitos e ao monitoramento/uso ordenado dos recursos naturais, diagnosticando possíveis impactos negativos e elaborando propostas processuais ou tecnológicas de recuperação de áreas já degradadas, principalmente no contexto da Baia da Babitonga e o do setor industrial/agroindustrial regional.


OBJETIVOS

Objetivo Geral: 

  • Capacitar profissionais relacionados à área de conhecimento por meio do estudo de técnicas, processos e temáticas para atender às demandas regionais e estaduais.

Objetivos Específicos:

  • Formar profissionais para o mercado não acadêmico com atitude interdisciplinar e visão ecossistêmica, através do desenvolvimento e otimização de processos, tecnologias e ferramentas inovadoras para a promoção ambiental e produção mais sustentável;
  • Formar profissionais com foco tecnológico e transdisciplinar utilizando, além de novos e inovadores conceitos, técnicas e ideias, conhecimentos prévios provenientes tanto da formação acadêmica quanto da experimentação não acadêmica do mestrando.

PÚBLICO-ALVO

Profissionais autônomos ou vinculados a entidades e empresas nas seguintes áreas: Ciências Agrárias, Ciências Biológicas, Ciências da Saúde, Ciências Exatas e da Terra, Ciências Humanas, Ciências Sociais Aplicadas e Engenharias e áreas afins, de acordo com as linhas de pesquisa do programa.


PERFIL DO EGRESSO

Profissionais capacitados a atuar na concepção indissolúvel do ensino, pesquisa e extensão, assim como a buscar soluções inovadoras de modo a conciliar o desenvolvimento econômico e social à preservação dos recursos naturais, em áreas urbanas e rurais. Neste contexto, o egresso do PPGTA, detentor do título de Mestre em Ciências Ambientais, possuirá a capacitação requerida para o desenvolvimento e aprimoramento de tecnologias voltadas ao gerenciamento e controle da poluição, aproveitamento e valorização das cadeias produtivas industriais e agropecuárias, além da minimização, recuperação e valorização de resíduos, efluentes e emissões. Neste sentido, objetiva-se que o aluno, por intermédio da pesquisa científica, do desenvolvimento tecnológico aplicado e transferência destes produtos para os atores envolvidos nos arranjos locais, promova estratégias, planos e iniciativas que apliquem o conhecimento acadêmico com vistas a solucionar ou prevenir os passivos ambientais.